4 sinais de que você precisa de ajuda com e-commerce

Atualmente, o comércio eletrônico, ou e-commerce, é responsável por uma grande quantidade de vendas no varejo e atacado. As grandes, médias e pequenas empresas perceberam há alguns anos que é impossível não investir nesse ramo. Dessa forma, é possível vender nas lojas físicas e, também, no ambiente virtual. Porém, o comércio eletrônico é um segmento que exige muita atenção em inúmeros detalhes.

Por vezes, o empreendedor não se atenta a isso e, então, acaba com resultados nada agradáveis nas vendas. São muitos os desafios que o empresário precisa enfrentar nesse setor, a começar pela concorrência, que tem investido pesado para alavancar as vendas online, com promoções durante vários dias para agradar a clientela que faz compras no conforto de casa.

Confira abaixo alguns sinais de que você precisa melhorar seu e-commerce:

Falta de conteúdo de qualidade

Muitas vezes, o dono do comércio eletrônico acha que não é necessário ter um conteúdo de qualidade ao lado do produto que está à venda. Com isso, não investe no trabalho de uma equipe de redatores qualificados ou contratação de uma agência que possa escrever textos com relevância sobre o assunto. Esse é um dos principais sinais de erro que costumam levar ao fracasso do comércio eletrônico.

Para que isso não ocorra, invista em conteúdos que estão alinhados com as técnicas de SEO, já que isso é algo que nunca pode ser deixado de lado. A ideia aqui é oferecer um conteúdo útil e inteligente para quem acessou o site em busca de um produto para comprar.

Ou seja: o cliente em potencial quer saber como seu produto pode ser usado, as dicas de uso, entre outras importantes dúvidas que o possível consumidor tem vontade de sanar antes de adquirir a mercadoria.

Relevância na busca do seu produto

Se o seu site de comércio eletrônico nunca é encontrado nos buscadores como o Google, realmente você precisa de ajuda com seu e-commerce. Para que isso ocorra, existem técnicas de SEO que precisam ser colocadas em prática por profissionais capacitados. Não adianta nada ter um blog ou site muito bonito, mas com conteúdo sem relevância e que não trabalhe as palavras-chaves no texto, por exemplo.

Para se tornar relevante nas buscas é preciso oferecer um conteúdo interessante e exclusivo para as pessoas, pois elas já estão cansadas de conteúdos repetitivos e que estão no texto apenas para “encher linguiça”.

De acordo com a relevância da busca, o Google vai indicar o melhor conteúdo para a pessoa acessar. Para que seu site de comércio eletrônico esteja bem no ranking, é preciso investir em informações que serão publicadas em blogs e nas redes sociais.

Escolha da palavra-chave correta

Ao escolher a palavra-chave errada, o site de comércio eletrônico do empreendedor pode ir parar no fim da lista. Porém, a ideia é de que a sua empresa fique nas primeiras posições no Google, onde o cliente vai clicar no link mais bem posicionado. Para isso, é importante muitos estudos para escolher a palavra-chave correta de um determinado assunto.

Logo depois, um conteúdo exclusivo e de qualidade precisa ser produzido para agradar os consumidores em potencial. Para saber as principais dúvidas dos clientes, basta acessar os sites dos concorrentes ou o seu próprio conteúdo e tomar nota acerca das dificuldades enfrentadas pelos consumidores daquele produto. Em seguida, produza um texto que responda esses questionamentos. Com isso, o sucesso do e-commerce se torna cada vez mais fácil.

Em que tipo de conteúdo você deve investir

Em alguns casos o fracasso da sua página de comércio eletrônico na internet pode ter relação com o tipo de conteúdo que está sendo produzido, ou, em alguns casos, a falta de visibilidade desse conteúdo. Afinal, não adianta produzir um bom conteúdo e o cliente em potencial não acessá-lo.

Os conteúdos para comércio eletrônico podem ser produzidos por meio de gráficos informativos, em respostas às perguntas frequentes dos consumidores no FAQ do site, em postagens em blogs. Lembre-se: não adianta produzir milhares de textos apenas para mostrar que tem conteúdo, pois é preciso investir em qualidade e técnicas de SEO.

Em alguns casos, a produção de vídeos postados no Youtube pode trazer resultados. As newsletters também são muito importantes, já que pelo e-mail cadastrado o cliente receberá todas as informações mais atuais da empresa. Porém, se fosse já produz tudo isso, mas não tem alcançado resultados nas vendas, o problema pode estar nas redes sociais da sua companhia. Para isso, também é possível obter bons resultados por meio de publicações pagas no Facebook, por exemplo, e em outras redes.

Ao executar todas as estratégias de forma correta, não há como não dar certo no comércio eletrônico. Por vezes, o conteúdo de qualidade aumenta de forma considerável a pontuação nos buscadores, diminuindo os gastos com as publicações pagas como do Facebook e Adwords.

É preciso também investir em e-mail marketing para divulgação dos conteúdos produzidos.  A ideia é sempre ser melhor que o conteúdo do concorrente, diminuindo assim os problemas com seu comércio eletrônico.

E você tem problemas para obter sucesso com seu e-commerce? Relate suas experiências nos comentários logo abaixo.

Tagged e-commerceeconomiaempresas